RamayanaPena
Home Acima LIVRO 2006 AdrianeJackson Alyne Marchiori Ana Alcântara Ana Costa Ana Farias Bruna Corecha Bruno Oliveira ClaudionorSilva Jr Cristiane Lopes Débora Macedo Edvilson SilvaJr Felipe Carvalho FranciscaVieira Gabriela Rocha Giuliana Santos Gleidson Sousa Jeanny Karlla Joelma Costa José MªCosta Jr Juliana Silva Karine Corecha Kerollen Costa Laís Bibas Larissa Alves Liege Arruda Lorena Ramos Luísa Silva Naina Jardim OsmarcelinaCardoso Priscila Silva RaimundoVictor RamayanaPena Sálua Fayal Samuel Aquino ShirsellemCosta Vanessa Alves Waldecy Cunha Jr

 

 

I Concurso de Redação "Minha água, minha vida"

Realização HIGISERVICE-Y.YAMADA - Dia Mundial da Água 2006

RAMAYANA ÍSIS TORRES PENA   
1ª Série do Ensino Médio   
Colégio Santa Rosa
   
Belém - PA 
  

 
MINHA ÁGUA, MINHA VIDA

Água, substância líquida, em condições normais de temperatura e pressão; incolor, inodora e insípida, cujas moléculas são formadas por um átomo de oxigênio e dois de hidrogênio.

Água, bem mais precioso que os seres viventes possuem, acaba a cada pingo de torneira que as pessoas não-conscientizadas insistem em deixar aberta.

Mas, não se pode esquecer de que há dois tipos de água: a salgada e a doce.

A salgada ocupa 99% no total destas, sendo que a doce ocupa só 1% do espaço aquático no planeta Terra, sendo também que, há apenas 0,23% deste total em relação à água potável.

Todos nós utilizamos água, não só para bebermos, mas também em nossa higiene, nas tarefas domésticas, entre tantas outras coisas para que a água nos é útil.

Isso acaba por ser um grande problema, pois todos os seres vivos têm necessidade de água para a sua sobrevivência.  O próprio homem é constituído de 87% de água, e esta, está ficando cada vez em menor quantidade, sendo assim, se ninguém cuidar, a vida no planeta poderá simplesmente não existir.

O descuido com a água não é de hoje.  O ser  humano vem provocando a poluição de rios e mares com os objetos mais surpreendentes, dentre eles os que são feitos com plástico, vidro e outros materiais que levam centenas de anos para se deteriorar.

Outras vezes, fazem barragens, desviam o curso de rios, represam a água, mexem com a natureza, brincam de Deus, mas ao contrário Deste, criam e destroem o que criam e o que é pior, destroem também o que Deus criou.

Parece que, ultimamente, o principal alvo da humanidade está sendo a água, tanto para poluir, quanto para ser explorada.  Há países brigando por ela e não será de se estranhar que dentro em breve seja criada uma organização como a OPEP, que em lugar do petróleo, determine os destinos da água do planeta e, como o maior lençol aqüífero fica no Brasil, é provável que tenhamos de, em breve, pagar para usar o que hoje jogamos fora.

O ser humano precisa compreender que a água é sua vida e desperdiça-la é burrice, logo, entraremos em conflitos por causa dela. Pesquisadores concluíram que a próxima guerra será por causa de água e, como o Brasil é rico nesse precioso líquido, é provável que venhamos a ser atingidos pelas grandes potências que serão capazes de querer internacionalizar a água do nosso país.

Se olharmos a água que corre pelos rios do nosso país como o sangue a correr nas veias do Brasil, daremos mais valor a ela e, conseqüentemente, preservá-la-emos como um bem único, poderoso e, acima de tudo, nosso!

Assim, os brasileiros conscientes do valor que a água tem, poderão dizer:

            "—MINHA ÁGUA, MINHA VIDA".
 

Ramayana Ísis Torres Pena 
1ª série do Ensino Médio 
Colégio Santa Rosa / Belém - PA
 

 

[MÚSICA 'MOLHADA']  [OUTRAS REDAÇÕES-2006]