Jeanny Karlla
Home Acima LIVRO 2006 AdrianeJackson Alyne Marchiori Ana Alcântara Ana Costa Ana Farias Bruna Corecha Bruno Oliveira ClaudionorSilva Jr Cristiane Lopes Débora Macedo Edvilson SilvaJr Felipe Carvalho FranciscaVieira Gabriela Rocha Giuliana Santos Gleidson Sousa Jeanny Karlla Joelma Costa José MªCosta Jr Juliana Silva Karine Corecha Kerollen Costa Laís Bibas Larissa Alves Liege Arruda Lorena Ramos Luísa Silva Naina Jardim OsmarcelinaCardoso Priscila Silva RaimundoVictor RamayanaPena Sálua Fayal Samuel Aquino ShirsellemCosta Vanessa Alves Waldecy Cunha Jr

 

 

I Concurso de Redação "Minha água, minha vida"

Realização HIGISERVICE-Y.YAMADA - Dia Mundial da Água 2006

JEANNY KARLLA PINTO CABRAL   
2ª Série do Ensino Médio   
Sistema de Ensino Elite   
Belém - PA   

PARA TUDO, PARA TODOS

Nuvens escuras cada vez maiores e mais cheias de vapor de água foram se acumulando sobre o planeta.  Raios e relâmpagos gigantescos rasgavam constantemente o céu, em meio ao ressoar dos trovões.  O vapor de água passou para a forma líquida e desabou uma chuva daquelas.  Só que essa chuva não parou depois de algumas horas, como as nossas chuvas de hoje.  Ela continuou intensa por centenas de anos.  A crosta terrestre apresentava regiões mais altas que depois deram origem aos continentes e regiões mais baixas (depressões), onde se formaram os oceanos e os mares.

No final dessa “senhora” chuva, as depressões do planeta estavam cobertas de água.  Eram os primeiros oceanos, mares, lagos.  Assim deve ter se formado a hidrosfera, o conjunto de águas existentes na Terra.

A água não está só nos mares, rios e lagos; está também no ar, no solo, nas geleiras e dentro de cada ser vivo, seja ele um vegetal ou um animal, seja até uma bactéria microscópica.  Todos os seres vivos possuem água no interior de suas células.  A quantidade de água existente em nosso organismo pode variar, mas, qualquer que seja o ser vivo, a principal função da água é dissolver os nutrientes e leva-los a todas as células, onde são absorvidos e utilizados.

Para nosso corpo funcionar adequadamente, a quantidade de água que ele contém precisa manter-se constante.  Por isso, toda água que sai do organismo na forma de urina, suor, fezes, respiração ou por outros meios, precisa ser reposta o mais rapidamente possível. Fazemos isso quando bebemos água, leite, sucos, refrigerantes e até mesmo alimentos que parecem secos, como o pão.

A água tem funções diversas, sendo bastante utilizada em processos industriais.  Quando um carro sai reluzente da linha de montagem das fábricas, cerca de 120.000 litros de água foram usados em sua produção, começando com a água gasta no resfriamento do aço de que é feita a lataria do automóvel recém-montado, antes dele ser pintado e chegando até aquela que é utilizada durante o processo de pintura.

Todas as indústrias usam água para manter limpas as instalações para a higiene dos funcionários e para beber.  Infelizmente, no final da produção, sobra muita água suja.  E boa parte dessas indústrias joga essa água diretamente nos rios e nos lagos, poluindo-os.

Em lugares com muitos rios e muitas quedas d’água naturais (cachoeiras), como no Brasil, quase toda a energia elétrica vem das usinas hidrelétricas, que transformam a energia cinética da água (aquela que um corpo possui por estar em movimento) em energia elétrica.  Ver TV, brincar com videogames, computadores, pegar o elevador, acender a luz, etc, tudo isso só é possível porque a energia cinética foi transformada em energia elétrica.

Em alguns locais do mundo, as pessoas estão tirando o sal da água do mar para aproveita-la como água doce.  A Arábia Saudita planejou transportar icebergs da Antártida para usar sua água.  Em Israel, a maior parte da água dos esgotos é tratada e usada para irrigar plantações; nos Estados Unidos e no Japão, muitas indústrias tratam a água que utilizam e voltam a usá-la.

De qualquer forma, enquanto nada disso acontece aqui no Brasil, devemos aprender a economizar água, evitando banhos demorados; fechando o chuveiro enquanto passamos o sabonete; na hora de escovar os dentes ou lavar louça, abrir a torneira só na hora de enxaguar; aparar água de banho e reutiliza-la, lavando o carro, por exemplo; evitando que torneiras e chuveiros fiquem pingando constantemente; e, em casos de vazamento, chamar imediatamente um encanador.

Sabe o que mais chama atenção, é que as pessoas têm consciência da importância da água e sabem que um dia ela poderá acabar.  Contudo, continuam usando e abusando desse recurso natural!  O governo tem grande culpa, pois não impõe campanhas como o racionamento; não cria projetos que visam economizar e preservar a água; e não aplica multas para aquelas pessoas que têm o consumo maior que o necessário, dando a entender que a água nunca irá acabar gerando várias dúvidas: “Economizar água?  Para quê?  Para quem?  Por quê?”

Enfim, é importante termos consciência da importância da água.  Devemos pensar em como viveríamos sem ela e começar a praticar nossos conhecimentos sobre sua preservação.  Vale lembrar:  “Ninguém comete maior erro do que aquele que nada fez só porque pouco podia fazer!”.

É de interesse de todos preservar a nossa água, nossa vida.

 

Jeanny Karlla Pinto Cabral 
2ª série do Ensino Médio 
Sistema de Ensino Elite / Belém - PA
 

 

[MÚSICA 'MOLHADA']  [OUTRAS REDAÇÕES-2006]