Junho 2000
Home Acima Dezembro 1998 Janeiro 1999 Fevereiro 1999 Março 1999 Abril 1999 Maio 1999 Junho 1999 Julho 1999 Agosto 1999 Setembro 1999 Outubro 1999 Novembro 1999 Dezembro 1999 Janeiro 2000 Fevereiro 2000 Março 2000 Abril 2000 Maio 2000 Junho 2000 Julho 2000

 

REFLEXÕES  SOBRE  A  ÁGUA...
Tudo o que você precisa saber sobre a água, agora também na Internet: sergiosilva@higiservice.com.br

==ANO X== Nº. 119 ===== JUNHO / 2000 ==== Colaboração Sergio Silva ===========

UMA QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA”
A Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento – Assemae, considera o desbloqueio de recursos do FGTS, para aplicação em saneamento, uma questão de saúde pública. Segundo o Presidente Nacional da Assemae, Antonio da Costa Miranda Neto, o saneamento engaja-se no projeto pelo desbloqueio imediato dos recursos vetados ao setor público, contingenciados por força de resoluções do Conselho Monetário Nacional, a partir de julho de 1998, e que têm impedido o avanço das ações de universalização do atendimento sanitário à população brasileira. 
Para discutir esses e outros assuntos do maior interesse da saúde pública, sob o tema “Desbloqueio dos recursos do FTGS para saneamento: uma questão de Saúde Pública”, será realizada em Belém, de 6 a 9 de junho, a 30ª. Assembléia Nacional da Assemae que será instalada na segunda-feira, dia 5, com a Abertura da Secretaria e Reunião do Conselho Fiscal da entidade. 
O inicio dos trabalhos ocorrerá no dia 6, terça-feira, no Centur, com a Reunião do Conselho Diretor Nacional às 9 h e apresentação do Projeto Nacional de Vigilância Ambiental e da Qualidade da Água às 17:30 h, estando programada para as 20 h a Abertura Oficial da Assembléia. 
A Assemae vêm acompanhando com muita atenção os problemas do setor, trazendo como matéria de capa de seu informativo março/abril, a informação de que o Ministro da Saúde, José Serra, manifestou que o Governo Federal estaria elaborando normas para estabelecer critérios mais rígidos para o processo de privatização do saneamento. 
Além dos problemas que a transferência da gestão dos serviços de água e esgoto para a iniciativa privada já tem causado aos estados e municípios que optaram pelo caminho das concessões, há que se atentar para a crescente suspeita de ilegalidades em editais de concessão e os conflitos entre estados e municípios, que levaram, por exemplo, à suspensão do processo de concessão privada em Cuiabá-MT. Em Bagé-RS, o prefeito queria “arrendar” o Departamento de Água e Esgoto do Município por 30 anos, pelo valor de R$ 59,6 milhões, tendo para isso enviado um projeto de lei em caráter de ‘urgência urgentíssima’ à Câmara Municipal. O presidente da Corsan, Dieter Wartchow, já enviou ofício ao prefeito de Bagé, desautorizando a iniciativa, já que as instalações municipais estão sob o domínio da Daeb em regime de comodato. 
A “festa” é grande neste paraíso descoberto por Cabral! Alguns espertos conseguiram colocar em leilão a Manaus Saneamento S.A., uma sub-empresa criada pela Companhia Amazonense de Saneamento – Cosama, para possibilitar a privatização somente dos serviços de água e esgoto da capital amazonense. A imoralidade do negócio consiste em que a Cosama atende 46 municípios no Estado, mas Manaus, cujos serviços seriam isoladamente privatizados, detém 96% do faturamento da empresa. 
O leilão foi adiado sine die pelo Ministério Público local.

O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTÁ TRABALHANDO
E por falar em Ministério Público, a matéria publicada na última edição desta coluna, finalizada com a expressão “Com a palavra o Ministério Público”, não passou despercebida para a Doutora Maria Graça Azevedo da Silva, a incansável e diligente Promotora do Meio Ambiente, em Belém. Ela confirmou ao signatário desta coluna que, além de tomar conhecimento dos problemas, já está determinando as providências cabíveis, exigidas pela gravidade dos fatos. 
Embora sem revelar detalhes, para não atrapalhar as investigações, podemos informar que a solução dos problemas será uma questão de tempo. Temos a convicção de que a Drª. Graça Azevedo, como intransigente fiscal da lei que é, saberá enfrentar com energia todos os obstáculos que poderão ser colocados em seu caminho e, com a sua habitual lucidez, restabelecerá a ordem e o respeito à Lei. 
Trata-se de impedir que pessoas inocentes venham a sofrer danos à saúde ou à própria vida, causados pela ambição inescrupulosa. Por isso, mais de que toda a nossa colaboração e ajuda, a Drª. Graça Azevedo é depositária da nossa irrestrita confiança.

        C O N T A - G O T A S         

ÍNDIA CHEGA A UM BILHÃO DE HABITANTES E AINDA COMEMORA -Com o nascimento de uma menina chamada Astha ("Fé", no idioma hindi), a Índia alcançou o número de 1 bilhão de habitantes, acontecimento comemorado com alegria.  Astha foi apresentada à imprensa do mundo todo e escolhida como símbolo “1 bilhão”, num país onde o número diário de nascimentos já ascendeu a 42 mil.

O fato não é novo, assim como não é nova a marca dos 6 bilhões de habitantes, neste planeta Terra, comentada na matéria que publicamos nesta coluna em dez/1999.  

A ONU vaticina que seremos 12 bilhões de seres humanos dentro de 30 anos, portanto urge definir se vamos continuar sendo apenas “racionais”, ou enfim, inteligentes. 

Os cientistas já estão assumindo a função de “Deuses”, definindo quais espécies poderão viver em nosso planeta, já que muitas outras terão que ser eliminadas para dar lugar às nossas lavouras transgênicas!   

Somos responsáveis pelo desaparecimento de dezenas ou centenas de espécies todos os dias. Estaremos tão confiantes de que a biogenética nos dotará de poderes para criar ou recriar as espécies que quisermos... quando precisarmos? Ou estaremos tão estupidamente cegos, ao ponto de não perceber que estamos destruindo o planeta?

===========

"Maior que a tristeza de não haver vencido, é a vergonha de não ter lutado."  ( Ruy Barbosa )

                              [ ÍNDICE ]                                 Até breve!                     
Sergio Silva